sábado, 18 de junho de 2011

Análise da E3 2011 - Parte II: Sony

Mais uma postagem sobre a E3, lembrando que a primeira parte foi sobre a Nintendo. A segunda matéria será sobre a Sony, que começou sua conferência pedindo desculpas pelo ataque a PSN ocorrido alguns meses antes e depois disso mostrou alguns lançamentos recentes como o Infamous 2, jogo da boa franquia exclusiva para Playstation 3. Infelizmente não falarei tanto dos jogos, pois dois aparelhos roubaram a cena na confereência: a Playstation TV e o Playstation Vita.

Uma delas está de acordo com informações que circulavam há anos. Havia um boato sobre uma pesquisa da Sony numa tecnologia onde cada jogador visualizaria algo diferente na mesma tela. E o resultado disso é a Playstation Tv, uma tela onde através de óculos especiais a mágica acontece.


Lembra quando você jogava um jogo de tiro com seu amigo e ele sabia aonde você se escondia? Ou mesmo em uma jogo de corrida, quando seu amigo sabia mais facilmente quando você se aproximava? Isso agora ficou no passado, estou muito afim de ter uma, a Playstation TV sairá nos EUA por 600 dólares. Na verdade acho que poucos esperavam esse anúncio, e mesmo depois dele poucos comentam, mas essa sim é uma inovação útil.


Talvez o motivo dos poucos comentários sobre essa televisão seja a esperada versão final do NGP, agora nomeado Playstation Vita, o ponto alto da E3 na minha opinião. Seria ele o maior motivo das fracas vendas do 3DS ou apenas mais um deles? A verdade é que ele tem tudo para vencer.

Gostaria de falar primeiro dos seu poder de processamento, pois, eles elevam o Playstation Vita a uma categoria única. Não digo isso querendo menosprezar o 3DS, mas não serão tão concorrentes assim, podemos compara isso a diferença de público alvo entre Wii e PS3. O novo portátil da Sony será tão poderoso que seus gráficos serão comparáveis aos dos consoles de 7ª geração e esse não é o único lugar onde o poder se reflete: tamanho e complexidade dos mapas, movimentação e jogabilidade, são alguns dos beneficiados.

Outro ponto de destaque do portátil é a sua jogabilidade, com uma tela sensível a toque na frente e uma superfície sensível atrás, jogos como Uncharted e Little Big Planet - que tiveram demonstrações disponíveis no evento- mostraram como isso pode ser usado e o quanto é legal. Abaixo duas demonstrações:


Uncharted Golden Abiss:

Little Big Planet (Pt-Br):


Para finalizar meu comentário sobre o novo console gostaria de falar que a Sony aprendeu com os erros, e digo erros em dois outros videogames seus. Primeiro que ao fazer o PS3 a Sony não ouviu tanto as produtoras e criou algo muito poderoso, mas difícil de ser programado, por isso produtoras preferem criar os jogos no Xbox 360 e apenas adaptar o que já foi feito para o PS3.

  Com o PSP o erro foi a falta de atenção a ela, pouco foi investido nela, não são tantos os jogos produzidos se comparado a outros consoles - ou pelo menos poucos jogos que saem do Japão. Ao criar o Vita a Sony contou com ajuda das produtoras, muitos jogos de qualidade estão sendo produzidosr e ainda que alguns jogos de PS3 terão um recurso onde o save poderá ser transferido para o portátil, onde você continuará a jogar.

Bom, falei o suficiente sobre a Sony, resta agora a Microsoft, que terá sua matéria em breve. Espero que vocês tenham gostado, apesar do tamanho da matéria. Também não adiantaria muito falar um pouco de cada, pois muitos já devem ter feito isso e para quem realmente se interessa pelo assunto um resumo é pouco, essa matéria é especialmente para esses interessados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...