domingo, 9 de outubro de 2011

Games Batatais - The Legend of Zelda: Oracle of Seasons



Opa, olá. Fui convidado pelo Sashimy para escrever sobre games e percebi que essa coluna estava bem abandonada, bem, vou me esforçar. Estarei escrevendo tanto sobre games recentes quanto os mais antigos, tentarei balancear. O jogo dessa semana é para Game Boy Color, The Legend of Zelda: Oracle of Seasons, lançado em 2001, espero que gostem!

Inicialmente proposto o lançamento de três jogos conectados entre si, baseado em cada um dos pedaços da Triforce, porém, devido a dificuldade em fazer três jogos interligados, houve mudança de plano e no final apenas dois jogos foram lançados. Resultado da parceria Capcom e Nintendo, The Legend of Zelda: Oracle of Ages e The Legend of Zelda: Oracle of Seasons são dois super jogos que irão te divertir do começo ao fim.

Link andava pelos arredores do castelo de Hyrule, quando adentrou o castelo à sua frente, a Triforce o chamou para uma jornada, envolvido por uma forte luz o herói foi enviado para a floresta de Holodrum, após explorar um pouco avistou uma clareira, lá um grupo de artistas viajantes assistiam à apresentação de Din a dançarina e oráculo das estações. A jovem dançarina logo convida o herói para se juntar à dança, Link aceita, porém, em meio à dança não percebe a chegada do general Onox, quando Link tenta evitar a ação do inimigo é jogado longe pela força de um furacão, o general escapa levando a dançarina. Agora Link terá que conseguir as oito essências para remover o selo de Northern Peaks e assim salvar Din o oráculo das estações.


A jogabilidade acontece nos padrões clássicos da série, combates usando espada, escudo e outras armas. Apenas dois itens podem ser equipados, o restante estará disponível a qualquer momento, basta a acessar o inventario. As bugigangas são das mais variadas como esperado da série, pá, sementes, bombas, bracelete, vários anéis e muitos mais.

Durante vários momentos na jornada Link terá a ajuda de três animais, basta tocar sua flauta, são eles:

Ricky o canguru boxeador. Para conseguir a confiança do canguru vença o desafio no Blaino’s Gym e entregue a Ricky’s Glover para ele. Ricky ajudará pulando buracos, combatendo inimigos e abrindo caminho em áreas com grama alta.

Moosh o urso alado. Basta lhe entregar o cacho de Spring Banana, Moosh voa por alguns instantes além de fazer tremores que resultam em vencer mais de um inimigo ao mesmo tempo.

Dimitri o dodongo, engole inimigos e ajudará como transporte aquático.

A parte gráfica esta incrível, isso pode ser visto pela abertura do game e não parando por ai, os cenários estão muito caprichados, coloridos, definindo cada estação com visual único, Arrisco dizer que são os melhores gráficos do portátil. A trilha sonora ficou ótima, daquelas que você deixa o volume no máximo, praticamente todos os dungeons e áreas tem sua própria trilha sonora.

Outro grande atrativo dos dois games é que eles podem ser interligados por meio de uma senha, assim, juntando dois jogos com mundos distintos tornando uma aventura ainda maior. Você escolhe qual dos dois iniciar, após finaliza-lo, ganha uma senha para usar no outro jogo, a nova jornada terá o mesmo nome e arquivo da primeira. Além de alguns itens e corações logo de inicio, você enfrentará um novo chefe, revelando o segredo que envolve os reinos de Labrynna e Holodrum.

Desenvolvedora: Nintendo
Publicadora: Nintendo
Plataforma: Game Boy Color
Lançamento: 2001
Gênero: Ação, Aventura e RPG
Jogadores: 1


Um comentário:

  1. Puxa,joguei muito esses zeldas no gb color,muito legal a matéria,e gostei da ideia de falar tanto de games antigos como dos atuais.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...