sábado, 31 de março de 2012

Filmes Alocks: Sucker Punch - Mundo Surreal


Título Original: Sucker Punch
Direção: Zack Snyder
Elenco: Emily Browning, Abbie Cornish, Jena Malone, Vanessa Hudgens, Jamie Chung, Carla Gugino, Oscar Isaac
Distribuidora: Warner Bros.
Ano: 2011


"Everyone has an Angel. A Guardian who watches over us. We can't know what form they'll take. One day, old man; Next day, little girl. But don't let appearances fool you, they can be as fierce as any dragon. Yet they're not here to fight our battles. But to whisper from our hearts. Reminding that it's us. Its everyone of us who holds power over the world we create"

- Sweet Pea (Sucker Punch)-


Quando vi o trailer de Sucker Punch pensei: "UAU! Tenho que ver este filme!" O visual era lindo, vários efeitos especiais bacanas, e claro, o nome de Zack Snyder aparecendo nos créditos... Quis muito assistir no cinema, mas este ano não foi um ano muito bacana pra eu assistir as coisas em tela grande... :/ Acabei vendo em casa mesmo, com um pouco de apreensão, porque as pessoas que eu conheço que viram este filme, ou amaram, ou acharam uma porcaria... >.< Eu gostei bastante do filme, e vou dizer aqui por quê. :D


Um Pouco da História


Baby Doll (Emily Browning) é uma garota que, após a morte de sua mãe, se vê sem saída por acabar ficando aos cuidados de um padastro abusivo e ganancioso. Após um mal entendido (bolado pelo padastro da moça), Baby Doll é acusada como louca e mandada para um sanatório, onde será submetida aos piores tratamentos e torturas. Para sobreviver a um mundo tão cruel, a garota vê apenas uma alternativa - escapar através de mundos paralelos criados em sua mente; no primeiro universo que cria, Baby Doll é entregue a um bordel, onde, através de sua dança, enfeitiça todos ao seu redor, fazendo as pessoas se desligarem do mundo "real". Porém, quando dança, Baby Doll se transporta para um terceiro universo, onde é uma guerreira que precisa cumprir uma missão - encontrar preciosos itens que em troca, trarão à ela e suas amigas, a liberdade.


Bikini Girls With Machine Guns - "Nothing is Real"


E então que, apesar deste filme ser a maior maluquice, da história às vezes parecer não fazer sentido nenhum, eu AMEI! Tá que eu sou meio suspeita pra falar, porque eu adoro essas coisas meio doidas, mas eu realmente gostei bastante de Sucker Punch.


A começar pelo diretor, Zack Snyder; nem preciso falar muito aqui, quem já viu os filmes dele (300 - que eu não gostei tanto assim, e Watchmen - que eu gostei muito), sabe do que eu tô falando. Acho incrível a forma como Snyder consegue colocar tudo tão bem numa cena (a primeira sequência do filme, que mostra o que acontece com Baby Doll após a morte de sua mãe, é incrível - não tem diálogo nenhum, mas consegue ser extremamente intensa. Você entende que a mãe da garota morreu, que o padastro dela é um traste e que ela precisa fugir pra se salvar). Sempre fico de queixo caído com a fotografia dos filmes dele, e as cenas de ação também são sempre muito maneiras! :D Adorei os figurinos (ótimos pra fazer cosplay! :D), e a trilha sonora (assim como todos os filmes de Snyder), é ótima!


Mas então, e o filme, Raíssa? Pois é gente... Sucker Punch começa como um filme que parece que vai ser a maior desgraceira por quase 3 horas... A mãe da menina morre, ela vai pra um sanatório horroroso, cheio de gente feia e louca... E eis que de repente, a história muda... e muda de novo! XD~ O filme é uma mistureba de várias coisas - tem zumbis, garotas com roupas curtas, armas de fogo, katanas, mechas, robôs malignos, e o fato de Baby Doll e as outras garotas terem que cumprir missões e pegar itens, lembra muito o universo dos games.


Apesar do filme ser um pouco extenso, achei um máximo essa premissa dos mundos que você é capaz de criar com a imaginação. O mais interessante, é que apesar de você passar o filme todo achando que nada faz sentido com nada, os mundos criados por Baby Doll, e as coisas que ela vivencia, tem sim alguma ligação com o mundo real. A única coisa que eu talvez não tenha gostado muito, é que no fim, o filme tenta passar uma mensagem meio desnecessária, disso de que você precisa ser forte, e mimimi... Nem foi o fato de que no fim, Baby Doll acaba não tendo escapatória do que a vida reservou pra ela, mas acho que se o filme tivesse se mantido até o fim como um nonsense meio psicológico/meio game/meio burlesco teria sido mais legal. Enfim, recomendo Sucker Punch só se você realmente não faz questão de algo muito convencional; pra quem gosta de video games e zumbis, o filme é um prato cheio. :)





Trailer

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...