terça-feira, 14 de maio de 2013

Games Batatais: The Legend of Zelda: Twilight Princess


Lançado em Novembro de 2006 para o Wii e em Dezembro do mesmo ano para o GameCube, The Legend of Zelda Twilight Princess foi o primeiro Zelda a sair no lançamento de um console. Apresentando um visual mais realista, e um vasto mundo repleto de conteúdo, o game era tudo o que os fãs pediam desde Ocarina of Time, recebendo críticas positivas e várias premiações de Game do Ano. E realmente trata-se de uma obra de arte,um game digno de pertencer a série Zelda. Mas ,sem mais delongas, vamos nos aventurar por Hyrule e conhecer (ou relembrar) este grande clássico dos videogames.



Hora do crepúsculo

Link é um jovem morador do vilarejo de Ordon, onde trabalha no rancho junto da sua fiel égua Epona. Ele vive feliz, sendo muito querido por todos do vilarejo. Certo dia a pacífica vila é atacada por um bando de criaturas conhecidas como bulblins, que seqüestram as crianças da vila e golpeiam Link deixando-o inconsciente. Link então acaba indo parar no Twilight Realm, que é um lugar onde o sol está sempre se pondo. Logo ao despertar nesse mundo nosso herói tem que lidar com sua nova forma, a de um lobo. Link então conhece Midna, uma estranha criatura que aparenta apenas querer se aproveitar do nosso então lupino herói, mas que acaba ajudando Link a encontrar o caminho de volta para o mundo da luz, e que  depois se tornaria uma grande parceira, além de peça fundamental para o enredo do jogo.
 
Agora faça o que eu mandar!


This is Hyrule!

Muitos consideram Zelda TP (irei me referir ao game assim para tornar o texto menos cansativo) como sendo uma “Ocarina of Time” maior,isso porque aqui temos várias das características provenientes de OoT, como o botão de ação que muda conforme a situação, como por exemplo, pode servir para conversar, abrir portas, atirar pedras, etc, e os itens que podem ser alocados aos botões designados a eles, como arco e flecha, bombas, o clawshot (evolução do hookshot de OoT)e muito mais. Apesar de vários itens e aspectos de jogabilidade já consagrados na série, TP traz uma quantidade de itens inéditos e inovações bem interessantes, como as batalhas montado na Epona, enigmas interessantes e a jogabilidade com o Link lobo.
 
Um skate BeyBlade, genial!
Uma adição interessante são os Hidden Skills,que são técnicas poderosas que Link vai aprendendo para se tornar um verdadeiro espadachim, como o Ending Blow que permite cravar a espada no peito de um inimigo atordoado, finalizando-o antes dele conseguir se levantar. Há sete Hidden Skills no jogo e encontrá-los é muito divertido e recompensador.
 
Toma! E não me incomode mais!

Quando Link vira lobo

Nas porções onde Hyrule está tomada pela escuridão do Twilight, Link assume sua forma lupina e devemos encontrar os Tears of Light para restaurar a luz e assim voltarmos a forma normal. Eventualmente Link poderá alternar entre suas duas formas sempre que desejar, e explorar o cenário tanto na perspectiva de um lobo com seu olfato apurado e do nosso Hylian multitarefa será essencial para progredir em algumas partes. Link lobo pode usar seu senso apurado para sentir cheiros que levam à pistas importantes, descobrir rupees e passagens secretas enterradas e muito mais.
 

O jogo possui um extenso conteúdo , sendo que para completar todas as sidequests, que são as missões não obrigatórias para progredir na estória do jogo, o jogador mais aficionado investirá dezenas de horas procurando cada segredo  (eu joguei por 50 horas na primeira vez em que zerei, e ainda nem tinha feito tudo o que era possível fazer). Prepare-se para passar horas explorando Hyrule, é tão viciante que a gente nem vê o tempo passar!
 
Doar dinheiro para abrirem uma loja onde vendem itens baratos e dançam uma musiquinha contagiante, em Zelda TP sim!
O game possui gráficos lindíssimos (considerando que ele é um game feito para um console de 6ª geração, o GameCube) extraindo o máximo de poder do cubo da Big N, trazendo cenários muito bem detalhados, personagens bem modelados e efeitos de iluminação incríveis. O pôr-do-sol e o amanhecer em Hyrule Field são lindíssimos! A versão de Wii é um port da versão de GameCube, apenas com a jogabilidade adaptada para o Wii Remote . Uma curiosidade é que no Wii o mundo é espelhado em relação ao do GameCube, para que assim Link segurasse a espada com a mão direita, já que a maioria das pessoas são destras, enquanto no GameCube ele é canhoto assim como nos games anteriores.


A trilha sonora possui músicas marcantes, típicas da série, destaque para o tema de Hyrule Field e alguns Boss Battles, que possuem  temas empolgantes que ajudam a ampliar a grandeza dessa aventura de Link.  
   
Os fãs,ah, os fãs.

Se tem algo mais imprevisível do que resultado de clássico de futebol é a reação dos fãs de The Legend  of Zelda. O primeiro Zelda de GameCube, The Wind Waker, apresentou gráficos cartunizados em cel-shading. Os fãs e a mídia em geral tacharam o game como infantil e indigno de levar o nome Zelda. Hoje, dez anos após seu lançamento, o game é adorado por todos, e sabem por quê? Principalmente pelos gráficos que resistiram bem ao passar dos anos, parece que aprenderam enfim a apreciar a beleza do game, e logo teremos uma versão HD do jogo chegando no Wii U. Mesmo assim ainda há os que defendem a todo custo o estilo realista, que choraram de alegria quando TP foi anunciado com seus gráficos soberbos para a época. Uma dica de um adorador dos games da série Zelda: Jogue cada jogo no contexto dele mesmo, pois em Zelda a coisa que mais muda é o estilo visual dos jogos, ora sendo realista, ora sendo mais cartoon. Isso é muito bom, pois cada jogo cria uma identidade própria. E além do mais, depois de um tempo todos vão estar elogiando o estilo artístico do jogo, e meio céticos quanto a que direção de arte vai ser tomada no próximo jogo.
Fizeram cara feia pra mim no começo, agora, todos me amam!
 
A tech demo do Wii U mostrou um Link no estilo realista novamente
Enfim, The Legend of Zelda Twilight Princess é um grande jogo, tem sim seus defeitos, mas eles são totalmente compensados pelos pontos positivos. Se você tem um Wii ou GameCube e ainda não experimentou esse game, vale a pena dar uma conferida. Com certeza uma das maiores pérolas que o seu console terá o prazer de rodar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...